A Fisioterapia pode resolver a infertilidade?

A Fisioterapia pode resolver a infertilidade?


Quando os casais procuram engravidar sem sucesso a resposta pode ser mais simples do que o esperado e, em vez de tratamentos de fertilidade que podem ser dispendiosos, demorados e dolorosos, há quem felizmente encontre solução em tratamentos de fisioterapia. Perceber em que casos é que esta pode ser uma boa solução para conseguir uma gravidez de sucesso foi a base da conversa com Ana Miguel, fisioterapeuta especialista na área da infertilidade.


Quais são as causas de infertilidade que podem ser solucionadas pela fisioterapia?


Existem diversas causas para a infertilidade feminina. A fisioterapia pélvica actua sobre algumas específicas.

Por um lado, sabemos que a presença de tecido cicatricial na região pélvica pode ser responsável por infertilidade. Quando um tecido sofre uma lesão, infecção ou cirurgia por exemplo, o nosso sistema imunitário rapidamente produz fibras de colagénio em torno desta, como se fosse uma cola.

Infelizmente, depois de curada a lesão, muitas vezes este tecido permanece, tornando-se uma zona de deficiente circulação/irrigação sanguínea, aderindo aos tecidos subjacentes. Isto torna difícil a entrada de oxigénio e nutrientes e a saída de substâncias que tem de ser eliminadas.

Por exemplo, se este tecido se forma nas trompas de Falópio, o que pode acontecer por uma cicatriz de apendicectomia suprajacente, o óvulo vai ter dificuldade em viajar até ao útero, podendo até alojar-se neste tecido cicatricial da trompa.

Por outro lado, os nossos órgãos pélvicos precisam de mobilidade, recebendo por esta via o suprimento de oxigénio, hormonas e nutrientes que necessitam. Quando existem aderências não existe esta liberdade de movimentos.

O exemplo mais comum são as cicatrizes de cesariana, que podem originar aderências ao útero, restringindo a sua mobilidade e mesmo recolocando-o numa posição que poderá dificultar uma gravidez futura.

As aderências podem também resultar de doenças que produzem quadros inflamatórios, como a endometriose, obstipação crónica ou síndrome cólon irritável.



Sabendo-se que estas são algumas das situações de infertilidade em que a fisioterapia pode ajudar, em que consiste o tratamento?


A fisioterapia através da terapia manual, tanto externa como interna (por via vaginal) que pretende mobilizar e libertar o tecido cicatricial. Utilizo também a punção seca, que é uma técnica semi-invasiva, com agulhas iguais às de acupuntura.

Além dos pontos gatilho, uma espécie de “nó” no tecido miofascial, que é muitas vezes origem de dor, libertam-se assim aderências profundas, onde não chegaríamos doutra forma.



São tratamentos que se concentram apenas na mulher…?


Sim, estas consultas são dirigidas apenas às mulheres, não abordo as causas de infertilidade masculina.


Não perca a oportunidade de saber mais sobre este tema, e esclarecer todas as suas dúvidas, participando nas conferências Mommy Talks By Essence, nos dias 16 e 17 de Outubro . Faça a sua inscrição aqui :





Mais sobre Ana Miguel:

Licenciada em fisioterapia desde 2003, exercendo de forma convencional até há cerca de 5 anos, altura que despertou o seu interesse pela área da saúde pélvica da mulher. Tem vindo a fazer formação específica, para poder dar apoio a fases específicas da vida da mulher, como a infertilidade, Pré-concepção, gravidez e pós-parto, bem como disfunções uroginecologicas, como incontinência urinária e alterações da vida sexual. A fisioterapia pélvica é uma especialidade em crescimento e que pode realmente ter um impacto no bem-estar e qualidade de vida da mulher.

Contactos:
Instagram: @anamiguel_fisioterapiaintegral

                    @Aldeia_raiz 

Facebook: anamiguel-fisioterapiaintegral
Web: www.anamiguelfisioterapia.com

Email: anamiguel.fisioterapiaintegral@gmail.com

Deixe o seu comentário

Todos os campos são obrigatórios

Nome:
E-mail: (Não público)
Comentário:
Type Code

Categorias do Blog

Artigos populares

Artigos recentes

Procurar no Blog

Arquivo do Blog